Buscar
  • Marilene Simioni

Ludoterapia


Com esse novo instrumento de trabalho foi possível alcançar o inconsciente, as fixações e experiências da criança e exercer uma influência importante em seu desenvolvimento.

Através das observações lúdicas, o brincar da criança pode representar simbolicamente suas ansiedades e fantasias.

O psicólogo clinico utilizava-se desta técnica para efetuar associações livres e suas expressões simbólicas de seus conflitos inconscientes.

Nas sessões psicoterapias (ludoterapia) as brincadeiras infantis nos levam a conhecer os significados latentes e estabelecer correlações com situações experimentadas ou imaginadas por elas, fornecendo à criança a possibilidade de elaborar tais situações, auxiliando no seu autoconhecimento e elaboração das situações traumáticas do seu desenvolvimento emocional.


É uma técnica psicoterápica usada no tratamento dos distúrbios de conduta infantis.

As sessões podem ser individuais ou em grupo.

Baseia-se no fato de que o brincar é um meio natural de autoexpressão da criança.

Sigmund Freud teve grande importância por demonstrar que os métodos psicanalíticos podiam ser aplicados também as crianças e Melanie Klein desenvolveu a técnica de análise de crianças através dos brinquedos.

Durante os tratamentos os pais são orientados e esclarecidos frente aos comportamentos apresentados e auxiliam no crescimento e desenvolvimento emocional e comportamental da criança.

A criança apresenta os seus padrões individuais de comportamento e formação cognitiva, mas não podemos esquecer que ela sofre influência e interveniência da família.

"A Criança é o reflexo da casa", devemos tratar a criança e a família de forma conjunta para obter um bom prognostico evolutivo".

1 visualização