Buscar
  • Marilene Simioni

Avaliação Neuropsicológica

Estabelece parâmetros para emissão de laudos com fins clínicos, jurídicos ou de perícia, completa o diagnostico na área do desenvolvimento e aprendizagem.


Os objetivos são de levantar dados clínicos que permitam diagnosticar e estabelecer tipos de intervenção, e reabilitação particular e específica para pacientes e grupos nas seguintes condições:


Paciente que apresentam prejuízos ou modificações cognitivas ou comportamentos devido a eventos que atingiram primaria ou secundariamente o sistema nervoso central.


O potencial adaptativo não é suficiente para manejo da vida pratica, acadêmica, profissional familiar ou social.


Foram geradas ou associadas a problemas bioquímicos ou elétricos do cérebro, decorrendo disto modificações ou prejuízos cognitivos, comportamentais ou afetivos.


O paciente se beneficia de uma reabilitação mais adequada, promovendo uma intervenção terapêutica mais eficiente através de um programa de reabilitação para treino das funções prejudicadas.


O desenvolvimento cerebral da criança tem características próprias a cada faixa etária, portanto, dentro desse padrão de funcionamento cerebral, é importante a elaboração de provas de acordo com o processo maturacional do cérebro, lembrando sempre que existe uma plasticidade cerebral e que deve ser respeitada.


Crianças com dificuldades para aprendizagem, déficits de atenção e hiperatividade, dislexia, discalculias, dificuldades visuo construtivas e visou espaciais, dificuldades de compreensão verbal e articulatórias, raciocínio matemático, dentre outras, quando diagnosticadas e detectados os déficits cognitivos se beneficiam mais rapidamente dos programas de reabilitação havendo uma melhora cognitiva e emocional e comportamental mais rápida e eficaz.


Uma das técnicas utilizada para reabilitação é o EEG Neurofeedback, instrumento que nos possibilita ter a visão imediata do desempenho cerebral.


As frequências cerebrais são avaliadas através de uma avaliação EEG e efetuado o plano de treinamento onde o cérebro ira se auto regular as freqüência cerebrais adequadas ao melhor desempenho cerebral para cada paciente.


A neuropsicologia investiga a expressão comportamental das disfunções cerebrais, isto é, a interação entre estruturas cerebrais preservadas e prejudicadas e as funções cognitivas, tais como linguagem, memória, atenção e outras.

Programas de reabilitação neuropsicológica podem ser voltados para dificuldades acadêmicas ou para funções cognitivas.distúrbios de aprendizagem, deficit de memória, organização visuo espacial etc..


A investigação da efetividade de programas de reabilitação depende de diversos fatores. O neuropsicólogo deve contribuir para o desenvolvimento de novas estratégias de reabilitação cognitiva, ser qualificado para o uso das mesmas e partilhar, com a equipe interdisciplinar, as técnicas e experiências efetivas.



As reabilitações estabelecem parâmetros específicos para cada paciente. Serão elaborados planos de reabilitação com treinos neurocognitivos computadorizados ou não com o intuito de auxiliar no crescimento e desenvolvimentos dos déficits cognitivos apresentados .

3 visualizações